quinta-feira, 20 de outubro de 2011

As Virtudes Romanas

Como pesquisador e amante da cultura romana, pude perceber o quanto são "escondidas" as fontes das quais podemos extrair informações sobre um comportamento ético padronizado por parte dos romanos. Falar em padrão é muito complexo em uma sociedade onde a diversidade era característica marcante.

Apesar da ideologia religiosa romana não difundir um conjunto de preceitos morais fixos exigidos de seus adeptos, ou demonstrar uma clara separação entre bem e mal, os romanos possuíam sim, um conjunto de virtudes que formavam a chamada "Via Romana". Conjunto de virtudes que dava um direcionamento comportamental para os membros da antiga religião de roma. 

As virtudes romanas eram divididas em dois grupos. O primeiro grupo era composto por virtudes familiares (ou pessoais) e o segundo grupo era composto pelas virtudes políticas (ou públicas). Abaixo, vamos conhecer um pouco das virtudes romanas.

Senatus Populusque Romanus (O senado e o povo romano)
Virtudes Familiares ou Pessoais:

Auctoritas: "Autoridade Espiritual". O sentido da função social de alguém, construída através da experiência.
Comitas: "Humor". Boas maneiras, cortesia, amizade.
Clementia: "Favor". Suavidade e gentileza.
Dignitas: "Dignidade". Um senso de autoestima, orgulho, amor própio.
Firmitas: "Tenacidade". Força mental, habilidade para defender uma proposta.
Frugalitas: Temperança, economia e simplicidade, sem chegar a ser miserável.
Gravitas: A noção de importância de um determinado assunto, responsabilidade, seriedade e determinação.
Humanitas: "Humanidade". Refinamento, civilidade. Aprender e possuir cultura.
Industria: "Trabalho duro".
Pietas: "Submissão". Respeito pelas hierarquias da ordem social, política e religiosa. Inclui as ideias de patriotismo e devoção.
Prudentia: "Prudência". Planejamento, sabedoria e discrição pessoal.
Salubritas: "Saúde". Saúde e limpeza.
Severitas: "Severidade". Auto controle.
Veritas: "Verdade". Honestidade em relação a tudo.


Virtudes Políticas o Públicas:

Abundantia: "Abundância, Plenitude". O ideal de ter comida e prosperidade suficientes para todos os segmentos da sociedade.
Aequitas: "Igualdade". Justiça e igualdade tanto dentro do governo como entre as pessoas.
Bonus Eventus: "Boa sorte"
Clementia: "Clemência". Favor e solidariedade, mostrada ao resto das nações.
Concordia: "Concórdia". Harmonia entre o povo romano, e também entre Roma e as outras nações.
Felicitas: "Felicidade, Prosperidade". Uma celebração dos melhores aspectos da sociedade romana.
Fides: "Confiança".
Fortuna: "Fortuna, Sorte". Um agradecimento aos acontecimentos positivos.
Genius: "Espírito de Roma". Agradecimento ao espírito combinado de Roma, e de suas pessoas.
Hilaritas: "Alegria, jovialidade". Expressão dos momentos felizes.
Justica: "Justiça". Como expressa por leis e governos sensatos.
Laetitia: "Contentamento, felicidade". Celebração do agradecimento, geralmente pela solução de crises.
Liberalitas: "Liberalidade". Dar generosamente.
Libertas: "Liberdade" Uma virtude que todas as culturas aspiraram.
Nobilitas: "Nobreza". Ações nobres dentro da esfera pública.
Ops: "Riqueza". Reconhecimento da prosperidade do mundo romano.
Patientia: "Paciência". A habilidade necessária para superar momentos tempestuosos e de crise.
Pax: "Paz". Uma celebração de paz dentro da sociedade e entre as nações.
Pietas: "Piedade". As pessoas prestando honras aos Deuses.
Providentia: "Providência". A habilidade da sociedade Romana de sobreviver a desafios e manifestar um grande destino.
Pudicita: "Modéstia, pudor". Una expressão pública contra a acusação de "corrupção moral" da Roma Antiga.
Salus: "Saúde". Preocupação com o bem estar e a saúde pública.
Securitas: "Seguridade". Governo eficiente que mantenha a paz.
Spes: "Esperança". Especialmente em tempos de dificuldades.
Uberitas: "Fertilidade". Particularmente em relação a agricultura.
Virtus: "Coragem". Especialmente dos líderes da sociedade e do governo.

As virtudes acima eram muito difundidas em bem vistas entre os romanos, que as viam não como apenas uma lista de obrigações ou determinações de um comportamento "certo", mas sim como um sinônimo de nobreza e valor. É como se o cumprimento das virtudes fosse uma demonstração de valor e nobreza que os romanos seguiam não por temer "punições" ou "julgamentos", mas sim por uma questão de busca pessoal para o amadurecimento humano e social, algo que eu, bem como diversos outros membros do movimento cultural (e religioso) de reconstrucionismo romano, buscamos resgatar.
Outro conceito difundido na Roma Antiga era "Devotio", termo que representava a devoção do romano, ao se entregar de corpo e alma aos seus Deuses e a sua Pátria, sendo capaz de entregar sua própria vida, se fosse o caso, em prol daquilo em que acreditava.

Que a memória de Roma permaneça viva
e que a chama divina dos Deuses
não se apague de nossos corações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário