quarta-feira, 20 de julho de 2016

Admirável bruxa

Atuando como Ascensão, na novela "Libedade, Liberdade", a atriz Zezé Polessa está dando um show de interpretação. Como uma autêntica bruxa, brasileira, sábia, é o símbolo da mulher que vive à margem da sociedade. 
Possui o conhecimento sobre os remédios naturais e curas. É guardiã de segredos, pois já ajudou desde escravos aos cidadãos mais ilustres. 
Apesar de sempre recorrerem a ela, a hipocrisia das pessoas a impede de ser bem quista e respeitada pela sociedade. Infelizmente, muito da perseguição e do preconceito em relação as autênticas bruxas ainda permanece até os dias de hoje, o que nos faz refletir sobre o quanto ainda precisamos lutar para garantir o respeito pelas minorias sociais e religiosas.


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Entrevista no Programa Cena Aberta

Na terça-feira (16/02), estive com a amiga Alexandra Teodoro, apresentadora do programa "Cena Aberta", exibido pela TV Assembleia do Piauí. Fui entrevistado e conversei com Alexandra sobre meu novo livro "Caminhos Piagas", além de outros temas. Conversamos sobre as perspectivas para a Vila Pagã, os ideais do projeto. Na oportunidade, expliquei também sobre paganismo e sobre a espiritualidade piaga.



segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Caminhos Piagas, disponível no Clube dos Autores

CAMINHOS PIAGAS:
Magia e Ancestralidade do Nordeste Brasileiro



Adquira já seu exemplar, no link:

SINOPSE:
Um convite ao resgate!
O Paganismo Piaga, além de um sistema de crenças e práticas politeístas, é uma herança espiritual que merece ser conhecida e resgatada. Este obra é destinada aos que desejam apropriar-se da sabedoria espiritual piaga, adaptado o conhecimento antigo à realidade atual, onde o mundo encontra-se cada vez mais materialista, individualista e distante da Natureza.
O Piaganismo é uma legítima forma de espiritualidade politeísta brasileira e, em especial, nordestina, por onde passaram os povos piagas, que deixaram suas marcas em sítios arqueológicos pelo Piauí, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte, e em outros territórios onde atualmente se encontram Estados do norte e nordeste do Brasil.
O Culto Piaga é o encontro entre as heranças espirituais dos povos colonizadores e dos povos colonizados, que resultou em uma forma única de vivenciar a fé nos Deuses Antigos. Nesta obra você poderá conhecer os princípios, crenças e direcionamentos para apropriar-se de sua Herança Piaga!

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Macyrajara e a belíssima Lagoa do Portinho (PI)

Alguns registros que fiz durante passagem pela belíssima Lagoa do Portinho, no litoral piauiense.




Esta ilustre Carnaúba fez parte do cenário do clipe "Marquei um X", da Xuxa
Macyrajara é um dos mitos locais, que conta a história de amor proibido entre índios de tribos inimigas.


Belíssimos painéis do artista Francisco Chagas retratam os personagens da lenda da Macyrajara e decoram a área da alimentação da pousada às margens da Lagoa.







quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Provérbio Árabe

"Não declares que as estrelas estão mortas só porque o céu está nublado" 
(Provérbio Árabe)


domingo, 26 de janeiro de 2014

Jornal O Dia destaca reportagem sobre Vila Pagã


Na edição de segunda-feira (27/01/2014) o Jornal O Dia destacou reportagem sobre o projeto Vila Pagã, mostrando conceitos e perspectivas do grupo que está a frente da iniciativa.







terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Celebração do Dia de Oxóssi em Teresina

Oxossi é a divindade Yorubá da caça e da fartura. É caracterizado pela ligeireza, pela astúcia e pela sabedoria. É um Orixá de contemplação, amante das artes e das coisas belas. É o caçador de axé, aquele que busca as coisas boas para um Ilé, aquele que caça as boas influências e as energias positivas. É guardião das matas e dos espíritos que nela habitam. 

No Brasil, seu culto foi associado ao culto dos caboclos. No dia 20 de Janeiro esse orixá é cultuado com muita festa em vários terreiros e centros de culto afro-brasileiros. Em Teresina (PI), participei da Festa de Oxóssi promovida pelo Centro Cultural Ile Oyà Tade, localizado na zona norte de Teresina. 

A celebração foi em honra a Oxóssi e aos Caboclos, em especial ao Caboclo Tapindaré. A celebração de fé foi marcada por muita alegria, dança, fartura e beleza. Uma manifestação cultural belíssima, confira alguns registros.

Abaixo, fotos de altares e espaços dedicados aos caboclos, ancestrais espirituais do Brasil




Espaço dedicado aos Pretos Velhos, ancestrais africanos

Caboclo Sete Flechas

Caboclo Cobra Coral
Caboclo Oriente

 Abaixo, fotos de mesas repletas com frutas e ofertas dedicadas a Oxóssi e aos Caboclos homenageados







Pai Hadilton, incorporado do Caboclo Tapindaré

Tratamentos com Hipnose atraem interesse dos Piauienses

Em todo o mundo, as técnicas de hipnose vêm sendo utilizadas com sucesso há vários anos em tratamentos psiquiátricos. Apesar de uma antiga crença que associa a hipnose à curandeirismo e magia, a técnica vem ganhando mais credibilidade, afinal, trata-se de uma prática reconhecida desde o fim da década de 90 pelo Conselho Federal de Medicina, como uma ferramenta de apoio ao diagnóstico e tratamento médico.

De acordo com Dr. Vicente, psiquiatra, a hipnose é estado modificado de consciência, onde o indivíduo permanece num estado de transe e que através de sugestões, ocorrem mudanças em seu estado físico e mental. Segundo ele, a grande vantagem desse método como abordagem de psicoterapia é a rapidez da ação, onde numa primeira sessão, o paciente já sente os benefícios desta técnica, além de ser um método seguro, sem efeitos colaterais.

A hipnose moderna tem sido utilizada com cada vez mais frequência em tratamentos associados a terapias direcionadas para construção de autoestima, mudança de hábitos, perda de peso, melhoria da memória, eliminação da ansiedade e de medos, eliminação do stress, preparação para cirurgias e tratamento de depressão.

São muitas as possibilidades de utilização da hipnose para auxiliar em diversos tratamentos. De acordo com a organização Mundial de Saúde, 90% da população mundial estão aptos para receber esse tipo de tratamento.
De acordo com o Dr. Marcos, administrador da recém-inaugurada Clínica “Melhor Viver”, localizada em Teresina, a hipnose é uma inovação em tratamentos realizados na capital piauiense.

Na foto, Dr. Vicente de Paulo Gomes Júnior, psiquiatra

“A clínica foi inaugurada recentemente e nosso serviço com utilização de hipnose é inovador. Aqui o dr. Vicente realiza atendimentos focados no tratamento de casos de psiquiatria geriátrica e dependência química. Utilizamos técnicas de indução hipnótica para que o paciente chegue a um estado de transe e abordagens de hipnoterapia de acordo com o caso do paciente. Pode-se utilizar um áudio hipnótico para facilitar o relaxamento inicial. Não utilizo outro aparelho de auxilio e nem medicamentos durante a hipnose, mas se houver necessidade de um tratamento coadjuvante com medicação, pode ser utilizado sem problemas.”

Segundo o Dr. Marcos, dentre dos tratamentos mais procurados que utilizam o auxílio da hipnose estão o tratamento de traumas; fobias; ansiedade; estado depressivo; comportamento compulsivo; estresse pós-traumático; melhora da memória, concentração e autoestima; alivio de dores; insônia; tabagismo, alcoolismo e dependência química em geral; obesidade; disfunções sexuais psicogênicas e doenças psicossomáticas em geral.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Jornal Meio Norte publica matéria sobre a Festa da Vida

Festa da Vida, a celebração pagã do retorno das chuvas, foi um dos destaques do Jornal Meio Norte da sexta-feira (20/12). Matéria das jornalistas Wheryka Carvalho e Isabel Cardoso, abordando as celebrações dessa época sob a perspectiva de diversas tradições religiosas.


sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Festa da Vida encerra as atividades pagãs de 2013


Administração da Vila Pagã, através da Secretaria de Arte e Cultura, promove no dia 22 de dezembro (domingo) a Festa da Vida, encontro que tem como propósito a celebração da chegada da estação das chuvas e renascimento da vida. A participação no encontro é gratuita e os interessados devem confirmar presença na página do evento no facebook (clique aqui). A seguir, veja mais detalhes sobre a celebração.

ONDE SERÁ?
Parque da Cidade/ Teresina (Ponto de encontro no Coreto do Parque)

QUANDO SERÁ?
Dia 22/12/2013, a partir das 9:00 da manhã.

O QUE LEVAR?
Alimentos saudáveis e naturais para compartilhar no piquenique
(Frutas: maçã, uva, banana, tangerina, etc.)
(Bebidas: sucos, cajuína, chá/ OBS.: Não levar refrigerante ou bebidas alcoólicas)

VESTIMENTA:
As combinações de cores desse festival são relacionadas à vitalidade e a natureza:
- Verde (cor da natureza)
- Verde e Vermelho (representando folhas e frutas)
- Branco (cor de neutralidade)

REGRAS:
- Respeito entre os participantes
- Não fumar NO ESPAÇO do evento.
- Não levar bebidas alcoólicas

APOIO:
Grupo Brumas Samurb.
Loja Caverna da Magia

ATIVIDADES:
- Apresentação dos Participantes
- Fala sobre o simbolismo do Festival
- Falas dos representantes das linhas sobre os Deuses homenageados
- Cânticos
- Ritual de agradecimento e honra aos Deuses/ Para fortalecimento da Vitalidade
- Troca de Presentes
- Banquete e confraternização

Green Man, divindade de origem celta,
representa o retorno do verde com as chuvas


Divindades Honradas no Ritual:
Corrente da Terra:
[Linha dos Deuses Nativos] Guaraci e Amanaci
Representante da Linha: R. Nolêto

Corrente Colona:
[Linha romana] Saturno e Ops
Representante da Linha: R. Nolêto

[Linha celta] Green Man e Cernunnos
Representante da Linha: Não confirmado

[Linha Nórdica] Freyr e Freya
Representante da Linha: Pam Iankoski

[Linha Eslava] Perun e Dodola
Representante da Linha: Nádia Lavínia

[Linha Egípcia] Tefnut e Hethert
Representante da Linha: JP Santos

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Pauta Cultural Especial Dia das Bruxas

Na última sexta-feira (25/08) participei da gravação da edição especial de dia das bruxas, do Programa Pauta Cultural, exibido pela TV Assembleia do Piauí. Na ocasião. a conversa foi sobre os simbolismos da data 31 de outubro e desse período onde os mortos são honrados em várias culturas e tradições. Também conversamos sobre o projeto da Vila e sobre objetos mágicos utilizados em práticas de bruxaria.






segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Uma fé nativa do Piauí



O esquema da imagem acima demonstra a disposição de um sistema de culto endêmico da Vila Pagã, intitulado "Paganismo Piaga". A Vila é uma comunidade de pagãos localizada no interior do Piauí, próxima da capital Teresina. Com particularidades relativas às fronteiras culturais, geográficas e sociais piauienses, bem como particularidades na forma que o movimento neopagão se instalou e ganhou força no Estado, surgiu a proposta de uma nova forma de organização e intercâmbio entre as diferentes tradições e cultos pagãos existentes entre os integrantes da Vila Pagã. 

Espírito "Piaga Alado", representação
encontrada em gravura rupestre piauiense
Nesse sistema, qualquer imposição de uma tradição sob a outra é desconstruída, de forma que diferentes cultos são postos lado a lado e unificados por um sistema que não é sincrético, mas sim eclético, essencialmente dinâmico e diversificado. 

Cada adepto tem suas particularidades espirituais e sua ancestralidade respeitada, de forma que não há impedimentos para práticas de intercâmbio com cultores de outras tradições. Todos passam a fazer parte de uma tradição maior, unificada, integrada, diversificada, que é unida pelo que pode ser denominado de "Culto Piaga". 

Há duas correntes específicas neste culto: "corrente da terra" e "corrente colona". 

A corrente da terra se divide em várias linhas de culto, onde são cultuados os espíritos e divindades da terra (relativo ao Brasil, no caso específico, o Piauí). 

Culto Piaga ao Deus Robigus
Na corrente colona também há várias subdivisões de cultos "independentes", mas que possuem o diferencial de ter o culto piaga como agregado. Ou seja, todos honram os ancestrais da terra, independente dos ancestrais de sangue ou do panteão com o qual possui maior afinidade. 

Cada "piaga" pode ter foco em um culto específico dentro da corrente colona, mas também pode honrar os Deuses independente do panteão ou corrente. Apesar disso, cada culto tem seu momento dentro do calendário litúrgico. 

A individualidade e a diversidade são unidas por um sistema que preza essencialmente pela harmonia coletiva entre pagãos dentro de uma mesma comunidade. Para direcionar os cultos e atividades de cada culto dentro da corrente colona, um "sacerdote" é designado para ser responsável pela liturgia pública do seu culto específico. 

A diversidade de cultos dentro do paganismo piaga permite a identificação dos adeptos de múltiplas formas, por exemplo: pagãos piagas com foco no culto romano, pagãos piagas com foco no culto egípcio/ou kemético; pagãos piagas com foco no culto nórdico; ou simplesmente pagãos piagas, livres dentro do rico universo de possibilidades desse amplo sistema. 

Culto à Deusa Bast na Tradição Piaga
Os adeptos do paganismo piaga resgatam a ancestralidade da terra através de pesquisas sobre a própria história e também através de práticas que buscam a reconexão com a sacralidade individual e com a natureza. Além de Deuses estrangeiros, também são cultuados os Deuses e espíritos do Brasil, que eram celebrados pelas populações nativas.

Quanto aos rituais, consistem em momentos de conexão com Deuses específicos, com objetivo de agradecer, honrar ou fazer algum tipo de pedido. Os ritos piagas incluem orações, cantos, danças ou gestos e, por fim, as oferendas que são entregues aos Deuses. 

Quem conduz o rito faz uma saudação aos ancestrais piagas e aos Deuses honrados na ocasião. Cada divindade recebe uma oferenda específica, que pode ser desde alimentos até objetos confeccionados pelos adeptos. As ofertas são entregues sempre em ambientes da própria natureza, altares ou cumbucas domésticas. Não há sacrifícios de sangue ou despejo de objetos poluentes na natureza.

Não há um panteão único cultuado pelos piagas, mas sim um amplo leque de divindades com origens geográficas e culturais diferentes. Cada divindade possui seu momento específico, não ocorrendo mistura de panteões em um mesmo momento. Por exemplo, durante um rito do culto egípcio, realizam-se saudações aos Deuses egípcios e também aos espíritos Piagas, mas não se honram Deuses de outro panteão, apenas os egípcios.

Alguns princípios do Paganismo Piaga: 
1. Politeísmo: Crença e culto a vários Deuses. Os mesmos devem ser amados e respeitados. 
2. Sacralidade da Natureza: Culto aos ciclos Naturais. 
3. Ancestralidade: Os ancestrais são honrados e divinizados. 
4. Virtudes: Cada indivíduo deve nutrir suas virtudes. 
5. Magia: Utilizada como mecanismo de conexão com as forças divinas. 
6. Respeito a diversidade: cada um tem uma essência diversa que deve ser respeitada. 
7. Preservação Cultural: É dever do pagão zelar pela sua cultura. 
8. Família: Ambiente onde o amor os valores pagãos devem ser transmitidos. 
9. Disciplina: Valor fundamental para a jornada espiritual.

Alguns símbolos sagrados do Paganismo Piaga: 
Todos os símbolos pagãos são considerados sagrados dentro do paganismo piaga, mas existem figuras específicas da tradição, algumas são criações modernas, enquanto outras foram gravadas pelas populações nativas em paredes de cavernas e hoje se encontram em sítios arqueológicos.


1. Espiral Dupla: Símbolo da dualidade, dos ciclos da vida, das mudanças e renovações, da energia que circula, da magia e da continuidade.

2. Pentagrama com ramos: Representa a diversidade existente dentro do paganismo. Retrata um pentagrama, símbolo dos quatro elementos em harmonia com o espírito, símbolo da magia e do equilíbrio, símbolo do próprio homem. Na imagem, o pentagrama é rodeado por ramos repletos de folhas que representam as diversas tradições pagãs. As folhas, apesar das diferentes posições e tamanhos, são unidas por um mesmo galho, simbolizando a união que prevalece sobre as diferenças.


3. Cruzes Solares: Podem ter diversos significados, mas geralmente o simbolizam o equilíbrio, os pontos cardeais ou o poder solar. Quando envoltas por um círculo, representam a Terra em equilíbrio. Em forma de "T", estão ligadas ao homem e a fertilidade.


4. Martelos: Símbolos encontrados em vários sítios arqueológicos espalhados pelo Piauí. Gravado em entradas de cavernas, simbolizando demarcação de território, força e proteção. Muito semelhante ao martelo de Thor. 

Algumas divindades específicas do Panteão Piaga:
1. Piaga Alado. Entidade mística alada, possuidor dos dons da pajelança e feitiçaria.


2. Carnaúba. Divindade da providência e salvação contra a seca, a pobreza e a fome.

3. Cabeça-de-Cuia. Entidade guardiã dos rios. Assume aspecto feroz para defender os rios Parnaíba e Poty.

4. Barba Ruiva. Entidade que habita a maior lagoa do Piauí (Lagoa de Parnaguá).

5. Anciã da Fartura (ou Velha do Peito Só). Entidade que assombra estradas jorrando leite para os homens viajantes.

6. Mãe d'água. Divindade guardiã dos rios.

7. Zamba. Entidade guardiã das árvores.